Publicado em 26 de setembro de 2012

Colégio Abdalla promove ações para valorizar potenciais

Foto: Deork Daniel
Montagem de fotos dos projetos escolares como, monitoria em informática, música, volei e dança
Os projetos buscam desenvolver habilidades, incentivar a prática esportiva e aumentar o vínculo da escola com os responsáveis de alunos e comunidade.

Aproximar escola e comunidade, resgatar a autoestima dos alunos, valorizar e despertar potenciais, promover a integração e socialização. Esses são alguns dos objetivos das dezenas de projetos extracurriculares promovidos pelo Colégio Municipal Professora América Abdalla, em Rio das Ostras. Das escolinhas de vôlei à banda musical, passando pelas ações como gestão ambiental e monitoria voluntária de informática, a unidade de ensino localizada em Nova Esperança está sempre de portas abertas.

“Eu não gostava de estudar e tumultuava as aulas. Comecei atuando como gestor ambiental e aos poucos fui mudando. Hoje tiro boas notas, sou participativo e recebo muitos elogios dos professores. Procuro incentivar os demais colegas, estimulá-los a estudar e descobrir seus potenciais”, conta Lucas de Jesus Alves, de 14 anos, aluno do 8º ano, que também atua como monitor de informática e integra o Orçamento Participativo Jovem.

VALORIZAÇÃO - Segundo a diretora do colégio, Veny Rabelo, por meio dos projetos buscam desenvolver habilidades, incentivar a prática esportiva e aumentar o vínculo da escola com os responsáveis de alunos e comunidade. “Nossos estudantes são estimulados a ser protagonistas. Sempre dialogamos com eles e tentamos inseri-los em nossos projetos. Outra meta é integrar escola e comunidade e para isso alguns de nossos projetos, como a escola de vôlei, as aulas de dança, de Muay Thai, Jiu Jitsu e capoeira, são abertos aos moradores”, explica.

A diretora conta que o estímulo ao protagonismo possibilitou a um aluno que sofria bullying superar essa situação. Hoje, o jovem de 14 anos compartilha com os demais estudantes do colégio a sua experiência, contada em palestra nas salas de aula, emocionando e sensibilizando os colegas. Veny cita ainda uma aluna que foi expulsa da escola anterior após se envolver em briga e que, por meio dos projetos, superou a agressividade. “Quando o aluno se sente valorizado e existe o diálogo escola e família, muitas dificuldades são vencidas”, reforça a educadora.

INTEGRAÇÃO - As alunas Brenda Isgrancio e Quésia Genro, ambas de 13 anos, que cursam o 7º ano, integram a Banda Musical Professora América Abdalla. “Eu não sabia tocar instrumento algum quando comecei aqui, há três anos”, lembra Brenda, atualmente uma excelente saxofonista. A sua colega Quésia, que entrou na banda este ano, já toca clarineta. “Gosto muito de participar do grupo”, conta.

Moradora de Nova Esperança, a comerciante Angela Braga buscou a escola para inscrever a sua filha Mariana, de 13 anos, na equipe de vôlei. “Fomos recebidas de braços abertas e ela está muito feliz aqui, treinando seriamente”, afirma. Para Maria Eduarda, de 11 anos, que chegou este ano de Minas Gerais, as aulas de vôlei possibilitaram que logo fizesse amigos na nova escola. “Participo de uma atividade boa para a saúde e ainda me sinto com mais ânimo para estudar”, garante.

A equipe de vôlei, por sinal, acumula bons resultados. Já venceu os Jogos Estudantis das Escolas Públicas do Estado do Rio de Janeiro e foi vice-campeã da Liga Rio Vôlei, que em 2010 conferiu a Maurílio de Oliveira, do Colégio Municipal Professora América Abdalla, o título de Melhor Técnico. “Fazemos um trabalho sério e sempre precisamos formar um grupo novo quando algumas de nossas atletas concluem o Ensino Fundamental e saem da escola”, explica Maurílio.

PROJETOS - Entre muitos outros projetos, o Colégio Municipal Professora América Abdalla ainda oferece a Monitoria da Biblioteca, Iniciação à Robótica, Futsal, Informática, Grupo de Teatro, Jornalista Mirim, responsável pela divulgação interna dos eventos e por alimentar o blog da escola com notícias. Quem quiser participar ou ter mais informações sobre essas iniciativas pode ligar para o telefone 2771-6377.


Rua Campo do Albacora, nº 75 - Loteamento Atlântica - (22) 2771-1515