Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Agentes de endemias e comunitários recebem orientações sobre sarampo

  • Foto: Divulgação
    Descrição da foto
    O objetivo foi de sensibilizar os profissionais sobre a atual situação de casos de sarampo e arboviroses
Publicada em: 10 de setembro de 2019 - 09h05 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM

Mais uma capacitação importante com profissionais da Saúde foi realizada em Rio das Ostras. O encontro aconteceu no auditório da Escola Municipal Francisco de Assis, no Parque Zabulão, dando continuidade ao Programa de Educação Continuada da Vigilância em Saúde e ao processo de integração dos Agentes de Combate às Endemias (ACE) e dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O objetivo foi de sensibilizar os profissionais sobre a atual situação de casos de sarampo e arboviroses (doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela), tanto no Estado do Rio de Janeiro quanto no Município.

Segundo o diretor do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica, Jorgito de Oliveira Pinheiro, é de fundamental relevância para o trabalho desenvolvido na Cidade ter o debate sobre a importância de informar e notificar casos suspeitos de sarampo e arbovirores às autoridades sanitárias competentes, além de reforçar os sinais e sintomas das doenças envolvidas na capacitação.

Para a agente de endemias Josimara de Oliveira Martins, a palestra foi um bom momento para adquirir esclarecimentos sobre os sintomas do sarampo e outras doenças e também sobre a vacinação.

“Como somos agentes de endemias e estamos sempre na residência de um morador, podemos passar esses conhecimentos para quem tem dúvidas relevantes aos sintomas, qual fase da vida se deve tomar a vacina e outras orientações. A palestra foi ótima, de suma importância para todos nós, porque conhecimento nunca é demais”, ressaltou Josimara.

Ainda de acordo com Jorgito Pinheiro, novos encontros desse tipo serão promovidos com outros grupos de profissionais do mesmo segmento. “A finalidade é manter as ações integradas entre a Vigilância em Saúde e a Atenção Básica, proporcionando assim mais conhecimento aos agentes e maior promoção da saúde aos munícipes”, destacou o diretor do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica do Município.

A capacitação foi ministrada pela chefe da Divisão de Epidemiologia e enfermeira, Andréa Viana e pelo chefe da Divisão de Imunização, José Ronalti da Silveira, com o apoio de Jorgito Pinheiro e da coordenadora da Estratégia de Saúde da Família (ESF), Josiane Marques Perez.

O objetivo foi de sensibilizar os profissionais sobre a atual situação de casos de sarampo e arboviroses Foto: Divulgação

Pesquisa no Portal