Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Centro de Material Esterilizado do Hospital Municipal será ampliado

  • Foto: Gabriel Sales
    Descrição da foto
    No espaço será instalada uma autoclave de barreira
Publicada em: 17 de Maio de 2019 - 17h14 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM

O Município de Rio das Ostras vem investindo em uma melhor qualidade de atendimento em diversos serviços, principalmente nas Unidades de Saúde e, gradativamente, as melhorias vão acontecendo. Uma dessas unidades é o Hospital Municipal que agora passa por uma obra de ampliação do Centro de Material Esterilizado – CME, que vai corrigir o fluxo de materiais até o Centro Cirúrgico.

Segundo a diretora-geral do Hospital, Vilma Lima Viana Teixeira, nessa ligação entre o CME e o Centro Cirúrgico será instalada uma autoclave de barreira, que é um aparelho utilizado para esterilizar materiais e artigos médico-hospitalares, onde se faz necessária a total segurança em termos de qualidade sanitária.

“Esta ampliação cumpre uma determinação da Agência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado. As resoluções vão se modificando ao longo dos anos e temos que nos adequar as novas determinações. É uma obra importante, pois o espaço funciona com uma parede, onde não há contato de materiais sujos e limpos no mesmo ambiente e assim evitar problemas de infecções hospitalares, por exemplo”, ressaltou a diretora.

Além da ampliação do CME, o Hospital Municipal recebeu quatro focos de led para as salas do Centro Cirúrgico, que tem como diferencial a alta luminosidade, rica em contrastes, que proporciona mais segurança nos procedimentos cirúrgicos.

CIRURGIAS – Ainda de acordo com a diretora, as cirurgias eletivas já começaram a acontecer. Em menos de dois meses foram realizadas 29 cirurgias eletivas no Hospital Municipal. E no primeiro quadrimestre do ano foram feitos 29.908 exames laboratoriais; 6.502 exames de radiologia; 5.443 ultrassonografias; 419 exames de endoscopia; 80 de colonoscopia; 230 partos normais e 265 cesarianas.

“O Hospital foi encontrado muito sucateado pela nova Administração Municipal. A falta de investimento, o grande crescimento populacional e a burocracia lenta dificultaram em muitas coisas. Mas tudo isso que estamos conquistando se deve ao esforço e empenho de toda a equipe e do prefeito em dar melhores condições de trabalho, para que tenhamos um atendimento não só rico em números, mas também com mais qualidade e mais humanizado para os munícipes”, concluiu Drª Vilma Lima.

Segundo informações da diretoria, também já foi feita a climatização das clínicas médicas e cirúrgicas, com instalação de ar-condicionado. As próximas instalações a serem climatizadas são as enfermarias do Hospital.

No espaço será instalada uma autoclave de barreira Foto: Gabriel Sales

Pesquisa no Portal