Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Conselho dos Direitos do Idoso lança plano de ação

  • Foto: Divulgação
    Descrição da foto
    As atividades agora são realizadas no modo on line.
Publicada em: 4 de Maio de 2021 - 14h54 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
As atividades agora são realizadas no modo on line. Foto: Divulgação

 

A Pandemia da Covid-19 fez com que os cuidados com os idosos precisassem ser redobrados, já que fazem parte do grupo de risco da doença. Por conta disso, o Conselho Municipal de Direitos do Idoso (CMDI) teve que alterar a dinâmica de suas atividades. O novo plano de ação impõe restrições para a realização de reuniões extraordinárias mensais e encontros com os participantes, que agora se reúnem virtualmente pelas plataformas de reunião on-line.

 

Entre as ações estão as Rodas de Conversa, que abordam temas como ”Recordação e Bem-Estar”, “Seja a Melhor Versão de Si”, “Fortalecendo a Autonomia, Identidade e História de vida da pessoa Idosa”, “Violência contra a pessoa idosa: não se omita, denuncie”, entre outras.

 

O objetivo da roda de conversa é propor aos idosos participantes uma autorreflexão sobre valores humanos e significado da vida; estimular a memória por meio de recordações compartilhadas com outros idosos, promovendo o bem-estar além da socialização gerada com a atividade coletiva; valorização do envelhecimento e da autoestima, como forma de prevenção ao suicídio, entre  outros.

 

O plano também propõe palestras virtuais como a do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, que acontecerá em 15 de junho, e “O Estatuto do Idoso como Ferramenta de Autonomia para a pessoa idosa”, marcada para 23 de julho.  Além disso, todas as reuniões extraordinárias acontecem via remota, ou seja, à distância.

 

“Durante a pandemia as fiscalizações presenciais acontecem em caráter absolutamente excepcional, seguindo rigorosamente o cumprimento das indicações e protocolos das principais autoridades sanitárias de saúde pública”, explicou Cristina Lucia de Souza, presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso.

Pesquisa no Portal