Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Live gratuita abre Campanha “Faça Bonito “

  • Foto: ilustração
    Descrição da foto
    Todas as quartas-feiras de maio, Prefeitura promove ações contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.
Publicada em: 2 de Maio de 2022 - 17h04 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
Todas as quartas-feiras de maio, Prefeitura promove ações contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Foto: ilustração

Em 18 de maio, o Brasil marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Em Rio das Ostras, a Secretaria de Assistência Social em parceria com o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) realizará uma série de atividades todas as quartas-feiras do mês, ampliando a discussão sobre o tema junto à sociedade e aos profissionais da rede. Na quarta, 4, uma live dará início à ação. O bate-papo ao vivo será transmitido às 16h por meio do Facebook da Prefeitura.

Durante a live “Sensibilização e  Enfrentamento à Violência e Abuso sexual” serão levantados temas importantes como orientação para realização de denúncias, o anonimato do denunciante, quem pertence a rede, como identificar crianças e adolescentes que podem estar vivendo em situação de violência sexual, os contatos para denúncia, entre outros. Participarão da transmissão a diretora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas, Giselly Leão, e a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Roseny Ricaldi.

No dia 18 de maio, haverá uma caminhada com usuários do Centro Integrado de Convivência -CIC e trabalhadores da Assistência Social. Veículos de imprensa e as redes sociais da Prefeitura de Rio das Ostras também darão apoio para que a população tire dúvidas sobre o que é, de fato, abuso sexual, e como e por quais canais podem ser feitas denúncias.

O dia 18 de Maio – “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou muitos municípios do nosso país.

CAMPANHA – A data de 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. A proposta anual da campanha é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livre do abuso e da exploração sexual.

 

Pesquisa no Portal