Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado
  • Você está em

  • Página inicial
  • Notícias
  • Saúde
  • Novembro Roxo: Rio das Ostras sensibiliza população para prematuridade de bebês

Novembro Roxo: Rio das Ostras sensibiliza população para prematuridade de bebês

  • Foto: Mauricio Rocha
    Descrição da foto
    Atividades marcam Novembro Roxo em Rio das Ostras
  • Foto: Mauricio Rocha
    Descrição da foto
    Equipes do Nasca sensbilizaram a comunidade para a questão da prematuriade
Publicada em: 19 de novembro de 2021 - 14h48 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
Atividades marcam Novembro Roxo em Rio das Ostras Foto: Mauricio Rocha
Equipes do Nasca sensbilizaram a comunidade para a questão da prematuriade Foto: Mauricio Rocha

Atividades educativas e de integração marcam a campanha

A Campanha Novembro Roxo foi marcada por atividades educativas e de sensibilização para a prematuridade, em Rio das Ostras. As ações desta semana incluíram rodas de conversa, teatro e atividades integrativas no Nasca – Núcleo de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente, unidade de referência de atendimento aos bebês prematuros do Município.

Rio das Ostras instituiu, por lei municipal, o Dia Municipal da Prematuridade, na mesma data celebrada pela campanha mundial, 17 de novembro. Com isso, o Município fortalece o movimento de sensibilização para a prematuridade, com objetivo de alertar sobre o crescente número de partos prematuros, trabalhando para preveni-los, e informando sobre as consequências do nascimento antecipado para o bebê, para a família e para a sociedade.

ATIVIDADES – No Nasca funciona o Ambulatório de Follow-up, serviço da Secretaria de Saúde de Rio das Ostras de referência para atendimento desse público.  A equipe da Unidade promoveu uma série de ações esta semana.

Na terça, 16, a programação, que incluiu uma encenação teatral, envolvendo as gestantes adolescentes e suas famílias, chamou a atenção para a importância do Pré-Natal para prevenir o parto prematuro. A gestação de adolescentes é considerada uma gestação de alto risco e, nesse caso, é maior a probabilidade de prematuridade, devido à complexidade da gestação.

Na quinta, 18, as equipes organizaram rodas de conversa com familiares e pessoas assistidas pelo Ambulatório de Follow-up. As mães dos prematuros contaram suas histórias e compartilharam informações e sentimentos.

A pequena Vitória, de 1 ano e 1 mês, é uma das crianças atendidas pelo Ambulatório de Follow-up. A mãe, Joseli Amorim, falou sobre a importância do acompanhamento da equipe, especialmente, no processo de retomada do aleitamento.

“A Vitória nasceu de 25 semanas, depois que eu já havia perdido duas gestações, uma após 21 semanas e outra, de 14 semanas. Quando ela chegou, foi um turbilhão de emoções…quando eu iniciei no Follow-up, a Vitória tinha abandonado o peito. E aí a gente começou com um processo de relactação. Resgatamos o momento dela mamar. Ela mama peito até hoje”, conta, emocionada, Joseli.

FOLLOW-UP – A Rede Municipal de Saúde de Rio das Ostras conta com um serviço especializado de acompanhamento de bebês prematuros que necessitam de atenção especial. O Ambulatório de Follow-Up oferece os cuidados aos recém-nascidos prematuros em situação de risco, com apoio e orientação às famílias, até a criança completar dois anos de idade.

O Ambulatório conta com equipe multidisciplinar, formada por pediatra, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, assistente social e nutricionista.

“Caso o bebê tenha necessidade, a equipe está preparada para identificar precocemente agravos e encaminhar a criança aos serviços de saúde necessários. Bebês prematuros têm maior probabilidade de desenvolver atraso de desenvolvimento. Por isso, é importante o acompanhamento especializado de saúde dos prematuros, nesse período”, explica Michella Câmara, diretora do departamento de Programas de Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde.

“Nosso trabalho inclui o suporte e orientação das famílias para manter os estímulos motores, estímulos da fala, fortalecendo os vínculos e outros cuidados para reduzir a possibilidade de atrasos de desenvolvimento”, completa a fisioterapeuta do Ambulatório, Daniela Lima.

ATENDIMENTO – O agendamento das consultas acontece na própria unidade, no Nasca. Para agendar, é preciso levar o cartão do SUS, identidade do familiar responsável, comprovante de residência, certidão de nascimento da criança, encaminhamento da UTI, ou da unidade de saúde que identificou que a criança está dentro dos critérios do Ambulatório da Follow-up.

Fazem parte do público do Ambulatório, bebês que nasceram com 33 semanas ou menos, prematuros que ficaram internados em UTI, bebês com alguma síndrome genética, entre outros critérios específicos de saúde.

O Nasca funciona de segunda a sexta, de 8h às 19h, na Rua Mayer, 747, no Liberdade.

NOVEMBRO ROXO – Pelas estatísticas mundiais, uma a cada 10 crianças nascerá prematura. A campanha Mundial da Prematuridade, que acontece durante o mês de novembro, tem objetivo de chamar a atenção da população, dos governantes, dos gestores públicos, celebridades e influenciadores sobre a importância do tema, refletindo sobre a qualidade do atendimento oferecido aos prematuros e às suas famílias e clamando por políticas públicas de prevenção, humanização do cuidado e por tratamentos adequados e de alcance equalitário.

A sociedade civil tem protagonismo na campanha, engajando-se, entre outras maneiras, pelas redes sociais usando as hashtags DiaMundialdaPrematuridade, #NovembroRoxo e #WorldPrematurityDay, principalmente no Instagram, no Facebook e no Twitter.

Pesquisa no Portal