Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado
  • Você está em

  • Página inicial
  • Notícias
  • Segurança
  • Patrulha Maria da Penha ganha mais uma ferramenta de combate a Violência Doméstica

Patrulha Maria da Penha ganha mais uma ferramenta de combate a Violência Doméstica

  • Foto: Allexandre Costa
    Descrição da foto
    Vítimas de violência doméstica, familiares e vizinhos podem realizar denúncias com ainda mais facilidade.
Publicada em: 11 de Fevereiro de 2021 - 14h22 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM

Boas notícias. A Patrulha Maria da Penha de Rio das Ostras agora conta com mais um canal de atendimento às vítimas de violência doméstica. O departamento agora também atenderá a população por meio do aplicativo de mensagens (Whatsapp) que oferece mais acessibilidade e facilidade nos atendimentos feitos pelos agentes.

Em todos os casos de violência previstos na Lei Maria da Penha, seja agressão física, moral, psicológica, patrimonial e até mesmo a violência sexual, as vítimas podem acionar a Patrulha de duas formas: realizando a ligação para o número 22 2771- 5000 e também mandando mensagem para o mesmo número, por meio do aplicativo Whatsapp. O atendimento é feito 24h por dia em todos os dias da semana.

Cabe ressaltar que as denúncias podem ser feitas pela própria vítima, parentes ou até mesmo vizinhos.

O departamento, que é ligado à Secretaria de Segurança Pública, presta serviços de combate à violência contra as mulheres e constantemente capacita e prepara as guarnições de guardas civis municipais para oferecer um atendimento qualificado e humanizado à vítima de violência doméstica.

PATRULHA MARIA DA PENHA – Criada pela Lei Municipal nº 2.141/2018 e sancionada pelo Prefeito Marcelino Borba, a equipe tem a finalidade de reduzir a violência doméstica na Cidade, conforme diretrizes da Lei Federal 11.340/2006.

Para a inspetora e responsável pela Patrulha Maria da Penha, Auristela Araújo, esse novo modo de atendimento traz benefícios para a população e para os agentes.

“Agora serão duas formas de fazer contato conosco. O mesmo número atenderá as ligações e também as mensagens pelo Whatsapp. Hoje, muitas pessoas não contam mais com telefone fixo em suas residências, mas praticamente todas as pessoas tem um celular com este aplicativo. Isso facilita o contato porque é mais acessível a todos e não necessita de créditos no aparelho. Outra vantagem é que, na mensagem, também pode ser enviada a localização, o que nos ajuda a chegar com mais rapidez ao atendimento”, destacou Auristela.

Vítimas de violência doméstica, familiares e vizinhos podem realizar denúncias com ainda mais facilidade. Foto: Allexandre Costa

Pesquisa no Portal