Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Projeto Jovem Alerta orienta jovens do CIC

  • Foto: Maurício Rocha
    Descrição da foto
    Parceria entre governo municipal e CIEE orientam adolescentes para garantir o primeiro emprego
  • Foto: Mauricio Rocha
    Descrição da foto
    Projeto Jovem Alerta trabalha com adolescentes a consciência cidadã
Publicada em: 10 de outubro de 2018 - 16h29 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
Palestra
Parceria entre governo municipal e CIEE orientam adolescentes para garantir o primeiro emprego Foto: Maurício Rocha
Palestra
Projeto Jovem Alerta trabalha com adolescentes a consciência cidadã Foto: Mauricio Rocha

O segundo encontro do Projeto Jovem Alerta do CIEE (Centro Integrado Empresa Escola) com adolescentes foi realizado na tarde de segunda-feira, dia 8, no Centro Integrado de Convivência Dr Gilberto Barcellos, no Nova Esperança. Essas reuniões visam contribuir com o desenvolvimento de projetos de vida e formação cidadã de uma perspectiva do mundo do trabalho.

O programa, que disponibilizou 60 vagas, tem duração de nove meses, com reuniões mensais que duram cerca de 3 horas. Cada encontro tem uma temática diferente. Nesse encontro foi abordado o tema Juventude e Trabalho. As temáticas que ainda serão trabalhadas são “Dicas de Mercado de Trabalho”, “Conceito, Contexto e Preconceito”, “Saúde e Sexualidade”, “Gravidez na Adolescência”, “Refletindo sobre Drogas”, “Participação e Direitos”; e “Criando Laços”.

Para a psicóloga e palestrante Camila Motta, falta informação para os adolescentes que desejam entrar no mercado de trabalho. “A proposta do nosso projeto são oficinas socioeducativas com temáticas que consigam promover nos jovens uma qualidade para o mercado de trabalho. Estaremos trabalhando oficinas mensais com dicas para confecção de currículo e falando sobre a importância da qualificação para o mercado de trabalho. Mostramos alternativas de emprego além dos tradicionais e trazemos a proposta do Jovem Aprendiz e Estágio que são formas mais acessíveis aos jovens que ainda não tem qualificação ou experiência profissional. Esse programa é uma forma de ingresso mais fácil no mercado com seus direitos trabalhistas garantidos. Abordamos também a realidade vivida por eles como questões de saúde, sexualidade, drogas, prevenção, direitos e deveres enquanto cidadãos”, declarou a palestrante.

Ao final do período de nove meses, esses adolescentes terão a chance de ingressar, por meio do Programa Jovem Aprendiz, no mercado de trabalho.

Segundo Ramona de Lima Rufino Moreno, Diretora do Centro Integrado de Convivência, é de extrema importância essas parcerias. “Temos buscado muitas parcerias e hoje conseguimos essa com o CIEE que tem como alvo os adolescentes e jovens de nossa comunidade, de nosso município. Trabalhamos para que esses adolescentes possam ter o direito e acesso a cartilha de aprendizagem. O foco é que eles possam ter o primeiro emprego, que possam ter o seu primeiro contrato de trabalho dentro do Jovem Aprendiz e que assim venham se capacitar. O que é mais interessante dentro desse projeto é que, para participar, o aluno precisa estar matriculado na escola. Isso faz com que diminua a evasão escolar desses jovens. Continuaremos buscando mais parcerias para promover nossos adolescentes” destaca Ramona.

Para a adolescente Michelle Cristina Rosa Melo, participante do programa, a oportunidade de aprender sobre o mercado de trabalho a

faz sonhar com meu primeiro emprego. “A minha expectativa para entrar no mercado de trabalho é muito boa, já que agora estou aprendendo como me comportar em uma entrevista de trabalho, como me vestir e outras coisas mais. Até me surpreendi com a informação sobre férias. Eu achava que poderia tirar férias quando eu quisesse, mas durante o projeto descobri que a Legislação trabalhista só me dá o direito a férias depois de um ano trabalhado. Tenho até voltado a sonhar com minha carreira na advocacia.” Ressalta.

Pesquisa no Portal