Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado
  • Você está em

  • Página inicial
  • Notícias
  • Servidores
  • Bem-Estar Social
  • Servidores da assistência social participaram de capacitação

Servidores da assistência social participaram de capacitação

  • Foto: Gabriel Sales
    Descrição da foto
    Educadores sociais aprenderam mais sobre educação fora da sala de aula
  • Foto: Gabriel Sales
    Descrição da foto
    Doutor Arthur Ferreira ministrou palestra para servidores da área de assistência social
  • Foto: Gabriel Sales
    Descrição da foto
    Oficineiro Carlos Jorge explica a importância da capacitação na área da dança
Publicada em: 20 de outubro de 2019 - 08h00 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM

Oficineiros, cuidadores, professores de educação física e orientadores sociais, que atendem os participantes do Serviço de Convivência de Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura de Rio das Ostras, receberam capacitação na tarde desta sexta-feira, dia 18. Quase 70 servidores participaram do encontro no auditório da Escola Municipal Francisco de Assis Medeiros Rangel.

Uma vez por mês, servidores das unidades administradas pela Secretaria de Bem-Estar Social passam por capacitação profissional. Equipe técnica e diretores de unidades também participam do encontro.

Com o tema “Educar Fora de Sala de Aula”, o professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Uerj, Arthur Vianna Ferreira, doutor em Psicologia da Educação pela Pontifícia Unidade Católica de São Paulo – PUC-SP, ministrou a palestra, pontuando, também, sobre a educação para a convivência e para a hospitalidade.

Para a orientadora social, Roseli Alves Ribeiro, estas capacitações contribuem para o fortalecimento de vínculos entre as crianças e suas famílias.

“Muitas vezes as crianças vão para as unidades com um rompimento de vínculos, sem muita intimidade com o pai ou a mãe e a gente promove esse trabalho de convivência. Vamos orientando não somente a elas, mas também os pais a criarem um maior fortalecimento de vínculo familiar. A intenção é mostrar que a família é muito importante e essencial para o desenvolvimento da criança e para o convívio social na comunidade”, enfatizou.

Segundo o oficineiro da área de dança, Carlos Jorge, é importante desenvolver as atividades a partir da realidade dos assistidos e da cultura absorvida em suas localidades, da famílias e amigos.

“Como o hip hop faz parte da linguagem da periferia, as crianças conseguem se identificar com este gênero musical. Além disso, esta música chama muita atenção pelos movimentos. Dentro da oficina também abordamos questões  sociais e culturais. Às vezes temos casos de crianças com alguma vulnerabilidade social e, por meio das oficinas, nós conseguimos fazer o trabalho com essas crianças e adolescentes”, relatou.

ABERTURA – Durante a abertura da tarde de capacitação, artistas que trabalham desenvolvendo oficinas nas unidades apresentaram a música “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. No violão, Marcos Vinícios Cézar, na voz, Tahis Zaror, e na dança, Aline Rodrigues.

Educadores sociais aprenderam mais sobre educação fora da sala de aula Foto: Gabriel Sales
Doutor Arthur Ferreira ministrou palestra para servidores da área de assistência social Foto: Gabriel Sales
Oficineiro Carlos Jorge explica a importância da capacitação na área da dança Foto: Gabriel Sales

Pesquisa no Portal