Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Visita às escolas marca Semana de Museus na Cidade

  • Foto: Divulgação
    Descrição da foto
    Servidores da Froc estão fazendo palestra nas escolas cadastradas
  • Foto: Divulgação
    Descrição da foto
    Vários alunos visitam o Museu
Publicada em: 18 de Maio de 2022 - 15h38 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
Servidores da Froc estão fazendo palestra nas escolas cadastradas Foto: Divulgação
Vários alunos visitam o Museu Foto: Divulgação

A participação da Fundação Rio das Ostras de Cultura (Froc) na 20ª Semana Nacional dos Museus, em homenagem ao Dia Internacional de Museus, 18 de maio, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), está intensa.

Uma equipe da Fundação está visitando as escolas que se cadastraram e promovendo uma palestra sobre a história do Museu de Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba e o motivo de, em 1997, optarem por escavar apenas um trecho do espaço, que fica nas dependências da casa de Cultura Bento Costa Jr, e erguer um museu em redor da escavação, tornando-o único nesse molde no Brasil, tendo em vista que mantêm no local da área escavada, vestígios de fogueira, de abrigo, ossadas que mostram o ritual de enterramento além do solo de sambaqui, característico desse povo pré-índio.

A Fundação anualmente participa desse evento nacional em homenagem ao dia internacional de Museus, dia 18 de maio. Eles realizam uma semana de comemorações onde todos os museus do país se inscrevem com atividades propostas.

Servidores da Casa de Cultura também estão recebendo alunos durante toda a semana, como as turmas da Escola Municipal Simar Machado Sodré. Essa visita reuniu cerca de 30 alunos para conhecer sobre a pré-história da Cidade.

Já com os alunos do Instituto Municipal de Educação de Rio das Ostras – IMERO foi diferente. Uma servidora se dirigiu a unidade e deu uma palestra em dois turnos de 4º ano. Ela falou sobre o tema para os estudantes.

Vários registros fotográficos são realizados nessas atividades, já que há um relatório a ser entregue ao Ibram, após o encerramento da Semana de Museus, cujo tema esse ano é “O Poder dos Museus”, para comprovar as ações propostas pelo Município inseridas no Guia de Programação do Instituto Brasileiro de Museus.

A Fundação Rio das Ostras de Cultura (Froc) está inovando e, mais uma vez, usando a criatividade nas suas ações. Inserido no Guia de Programação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para as comemorações da Semana dos Museus, realizada entre os dias 16 e 22 de maio, o Município prepara uma programação especial para a data.

A ideia dessas atividades visa aproximar a arqueologia do público em geral e possibilitar às escolas, municipais, estaduais ou particulares, o acesso à arqueologia e aos costumes dos povos pré-históricos que habitaram Rio das Ostras.

Na Casa de Cultura estarão sendo disponibilizados vídeos sobre o Museu de Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba, com perspectivas de várias instituições sobre a unidade cultural riostrense, até o dia 31 de maio. O horário de funcionamento da Casa de Cultura Bento Costa Júnior é das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira, e sábado, das 13h às 18h.

MUSEU DE SÍTIO ARQUEOLÓGICO SAMBAQUI DA TARIOBA – Inaugurado em 1999, o Museu é aberto à visitação pública com exposição permanente de peças catalogadas por época, origem e denominação pelo Instituto de Arqueologia Brasileira (IAB), em reconstituição da pré-história da região.

Para que o público possa conhecer a história contada pelo depósito do Sambaqui, foi feita uma escavação linear, assim os objetos, esqueletos e conchas, dentre outros, podem ser observados em camadas ao longo das escavações por intermédio de uma passarela construída. Isto permite que o visitante acompanhe visualmente a sequência de camadas conservadas deste sítio. O espaço incentiva a prática de atividades educativo-culturais direcionada às escolas e atrai turistas curiosos em conhecer um pouco mais sobre a organização social e a cultura material do homem pré-histórico brasileiro.

A unidade possui uma área escavada com restos de esqueletos e exposição de objetos de adorno, ostras gigantes, conchas, pedras (batedores e quebra-coquinhos), que caracterizam a ocupação de uma antiga civilização estimada entre quatro mil anos. O Sítio Arqueológico foi registrado com o nome Tarioba pelo IAB em 1967 e o termo sambaqui é de origem tupi-guarani e significa acúmulo de conchas.

 

Pesquisa no Portal