Foto de uma família curtindo a Praia Boca da Barra num dia ensolarado

Pronto-Socorro promove atendimento mais humanizado

  • Foto: Mauricio Rocha
    Descrição da foto
    Funcionários fazem acolhimento individual no Pronto-Socorro como apoio ao atendimento de rotina
  • Foto: Mauricio Rocha
    Descrição da foto
    Novos funcionários estão identificados com camisas onde se lê posso ajudar
Publicada em: 29 de junho de 2018 - 15h22 Por: Departamento de Jornalismo - ASCOM
Foto dos profissionais realizando atendimentos ao pacientes do Pronto Socorro
Funcionários fazem acolhimento individual no Pronto-Socorro como apoio ao atendimento de rotina Foto: Mauricio Rocha
Foto dos profissionais ao lado do balcão de atendimento no Pronto Socorro
Novos funcionários estão identificados com camisas onde se lê posso ajudar Foto: Mauricio Rocha

Quem buscou o Pronto-Socorro Municipal de Rio das Ostras neste mês de junho já percebeu que o local conta com um novo sistema de recepção. Agora, funcionários identificados com camisas onde se lê “Posso Ajudar?” orientam pacientes e familiares. O objetivo é melhorar o acolhimento e oferecer um atendimento mais humanizado.

O trabalho desses profissionais complementa o atendimento de rotina tanto da recepção, quanto da supervisão. Eles não ficam restritos a um local e podem tanto ser acionados por quem busca o Pronto-Socorro, quanto abordar pacientes ou familiares quando notam a necessidade de ajuda ou orientação. Eles atuam no acolhimento, na organização de fichas, no contato com a supervisão, visitas, entre outras funções.

Com a intensa demanda do Pronto-Socorro, cerca de 500 atendimentos por dia, o “Posso Ajudar?” é importante para agilizar os procedimentos e até mesmo para identificar a necessidade de priorizar casos.

A iniciativa se alinha à proposta da gestão de humanizar ainda mais o atendimento da Rede Municipal de Saúde, fazendo com que a população se sinta mais segura, orientada e bem tratada; além de promover melhor condição de saúde a quem busca a unidade.

URGÊNCIA – É importante lembrar que o novo sistema é voltado para aqueles que serão encaminhados à triagem. Nos casos graves e agudos, os pacientes são levados diretamente ao atendimento médico de emergência, sem passar pela recepção.

Pesquisa no Portal